Jornal “A Semana”: Artes plásticas no Convento de São Francisco

Obras de Manuel Figueira, José Maria Barreto, Alex da Silva, Nelson Lobo e Tchalé Figueira vão estar expostas a partir de 11 de Abril, numa mostra colectiva no Convento de São Francisco, Cidade Velha, concelho de Ribeira Grande de Santiago. É a exposição “Identidades: Âncoras de Passagem”, que acontece sob a curadoria de Marzia Bruno, italiana que realiza em Cabo Verde parte do seu projecto de investigação sobre a internacionalização da arte.

“Identidades: Âncoras de Passagem” estreou em Aveiro com artistas plásticos da região centro de Portugal. Está agora em Cabo Verde, onde junta artistas cabo-verdianos de diferentes gerações e estilos. Pintores que Marzia Bruno, investigadora no Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade no âmbito de um doutoramento em História da Arte Portuguesa (Universidade do Porto), descobriu em 2013, quando fez um levantamento da arte cabo-verdiana.

“Esta exposição colectiva pretende mostrar uma faceta da ´pura` pintura contemporânea cabo-verdiana. Os critérios fugiram do âmbito comercial ou artesanal e a quantidade de artistas não foi um alvo a alcançar mas sim, a qualidade artística, plástica e cromática das obras”, afirma a italiana. São sete pinturas, um conjunto de desenhos e um vídeo. A escolha do Convento de São Francisco não foi por acaso.

“As características do espaço numa exposição itinerante fazem com que o rumo da obra se torne peculiar, já que o espaço pode ser interventivo, através da incorporação do lugar na obra ou da interpenetração da obra no lugar”, contextualiza Marzia Bruno. E neste caso, “o valor preventivo da obra e o conjunto patrimonial do edificado são elementos predominantes”.

É uma exposição que serve de ponto de partida para um evento maior que celebra o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, no dia 18 de Abril. Marzia Bruno conduz entre os dias 14 e 25 uma série de visitas guiadas e actividades educativas destinadas a diferentes públicos. Entretanto, no dia 22, no auditório da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, acontece a conferência “Arte Contemporânea e o Património Artístico: Identidade e Património – Preservar, Divulgar e Inovar”.

A iniciativa conta com o apoio da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, da CEPESE e da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT, Portugal). Já o “necessário e indispensável trabalho logístico” é fruto de uma parceria entre o Ministério da Cultura, através da Direção Nacional das Artes e da Curadoria da Cidade Velha, e a Câmara Municipal da Ribeira Grande. O mecenato fica por conta da IMPAR Seguros.

Fonte: Jornal A Semana (Cabo Verde)

  • Vídeo de apresentação de Nelson Lobo, artista patenteado na exposição
    Vídeo de apresentação de Nelson Lobo, artista patenteado na exposição “Identidades: Âncoras de Passagem”
  • Exposição na Cidade Velha faz parte do vídeo promocional da Direcção Geral do Turismo de Cabo Verde
    Exposição na Cidade Velha faz parte do vídeo promocional da Direcção Geral do Turismo de Cabo Verde
  • Vídeo de apresentação de Alex da Silva, artista patenteado na exposição
    Vídeo de apresentação de Alex da Silva, artista patenteado na exposição “Identidades: Âncoras de Passagem”
  • Vídeo de apresentação de José Maria Barreto, artista patenteado na exposição
    Vídeo de apresentação de José Maria Barreto, artista patenteado na exposição “Identidades: Âncoras de Passagem”

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>